17 de novembro de 2010

Alegrias!!!


É o que mais tenho, mas três são forças motivadoras em minha vida.
A primeira, que em ordem cronológica veio depois, mas hoje sem ela não sou mais nada, é minha cria, minha boneca, minha flor, minha vida... Esse ser dotado de um sorriso que tem o poder de me fazer rir ou chorar em frações de segundos. De uns olhinhos, que me acalmam, me confortam e me aperreiam, dependendo da quantidade de lágrimas neles ou não.
A segunda é a vida que me faz ver, sentir, e pensar. A sua, a minha, a vida de todo mundo. Vida essa que se mostra em todos elementos da natureza, essa natureza que nos dá vida e de tanto vermos carros, prédios, dinheiro, deixamos de reconhecer a importância dela.
A terceira é a dança, que move meu corpo com sentimentos tão profundos que me trazem paz, uma paz tão forte que não me vejo sem ela. Dança que me liberta, me transforma e me faz uma mulher completa. E, por falar em dança é inevitável não falar em música. Música que serve pra dançar.
Gosto da música que tranforma o ser e a sociedade, não importa o ritmo ou origem, música que traz à tona o sentimento de liberdade que move os seres humanos, pode ser reggae, afrobeach, afoxé, forró, sertaneja, samba, eletronica... Realmente não importa o ritmo.
Mas, posso confessar que tenho uma queda pras musicas de origem africana, talvez seja o sangue desse povo guerreiro que corre em minhas veias que me faz tremer e vibrar em exaltação ou talvez a qualidade, a ritmica, a originalidade que o povo negro proferiu em músicas em todos os países que tiveram a honra de tê-los em seu país por longos anos, pena que a recíproca não foi a mesma!
Deixando a história um pouco de lado e voltando pra música, ela é tão importante que está sendo usada pra alienar e acabar com a cultura, a história e as lutas do nosso povo. O Brasil vem sofrendo bombardeios de músicas de péssima qualidade, com o apoio de grandes emissoras televisivas que vende esses artistas como se fosse banana na feira. Essa qualidade duvidosa está em todos os ritmos não se enganem achando que só o brega decaio, musicas como a grande 'MPB' que ainda tem Gilberto Gil e Chico Buarque sofre com a nova geração que além de não ter voz, diz nada com nada, água com açúcar e todos os artistas tem o mesmo perfil melódico e aparente. Com isso as pessoas estão parando de querer lutar pra gerar uma mudança. Até onde isso vai parar.
Adoro a música vinda do povo, de toda parte do Brasil e do mundo! Música como a de Seun Kuti, Ponto de Equilíbrio, Os Tincoãs... E toda uma gana de artistas que dizem pra quê veio!!!
Em nome da boa música que convido vocês pra um grande evento da cultura negra em Pernambuco, onde duas histórias se entrelaçam em nome de uma história maior, a libertação do povo negro, da sua cultura e da sua religião, que vem ao longo dos anos descobrindo novas maneiras de se valorizar e com isso se mostrar pro mundo, espero vocês lá o convite está logo acima desse texto, pra visualizar melhor e só clicar em cima da imagem.
E, por falar em musica!
Estarei dançando, sem ela eu perco em terço de mim!
Quem nasceu primeiro?
Não importa!
Um brinde a boa música, a dança, a vida e claro a minha filha.

3 comentários:

Fabiana Maria disse...

Boa música é atemporal, pode ser antiga, mas o tempo nem percebeu que passou de tão boa que ela é!!!

jamila de oliveira marques disse...

Amiga linnnnnnnnnnnnda. Adorei.
Obrigada por esta conosco nesse momento.
Axé nscaminhos e vamos brilhar mto.
Beiju na Mari.
Jamila

Joab disse...

Boa! Adorei o texto, Mª! A música tá só o pó mesmo, e do brega nem se fala mais...
Ando envolvido com meus projetos e meu blog continua esquecido - não sei como honrosamente faz parte da sua lista. Mas ele vai fazer por merecer tal honraria em breve, prometo.
Xero. E obrigado pelo convite.