11 de julho de 2007

Indignar-se é uma qualidade!!!


Porque as coisas estão tão assim, banais!!!
Não compreendo o porque das pessoas agirem assim, como se o outro pouco interessa-se, como se o amanhã não acontecesse, como se fossemos independentes totalmente como se precisar dos outros fosse uma opção e não uma necessidade!!!
Eu passo na rua, me indigno quando vejo crianças pedindo, roubando, passando fome... isso é de matar! Que sociedade é essa. E ainda sou criticada por amigos meus quando me recuso a dá esmolas...
Me indigno quando ligam pra minha casa pedindo ajuda pra instituição tal e quando me nego a ajudar as atendentes agem como se eu fosse a errada, se chocam quando eu digo que eu já faço a minha parte pagando meus impostos e que isso é responsabilidade do governo, sempre retrucam: Mas nós sabemos que isso não acontece! e eu sempre respondo: Se não acontece é porque nós não vamos lá cobrar!
Porque se eu não concordo com algo tenho que ficar calada, aceitar tudo? Tanto se fala em cidadania e na realidade exercemos nossa cidadania por completo???
As vezes tenho a impressão que eu não sou desse mundo, de que não faço parte disso de que eu não sou humana, pelo simples fato de não aceitar, de falar, de criticar e de querer entender o que acontece ao meu redor? eu não acredito nisso...
Sempre me decepciono com o ser humano, como se eu quisesse demais deles mas que na realidade eu queria o pacote básico, onde se preocupar com os outros fosse comum, onde fazer a sua parte fosse banal, onde falar o que pensa e o que não gosta ou gosta fosse de praxe!!!
Queria que a humanidade cultivasse em si a indignação!!!
Só isso eu queria!!!

Um comentário:

Eduardo disse...

Gostei de duas coisas, uma de saber que dos tantos amigos que estão linkados no meu canto, você ainda está ativa e meu universo continua fazendo parte de seus links.
Outra que adorei o texto, a solução para a sociedade vira com a evolução do ser humano, mesmo que apra isso seja necessário fazer uma reciclagem. Mas isso é "problema" de Deus, ou dessa tal entidade que controla tudo na terra mantendo o equilíbrio.
E ao mesmo tempo de cada um de nós, individualmente fazendo a sua parte. Como você. Também não ajudo instituições. Prefiro comprar um pão pra quem precisa. Certamente o mundo as vezes não se ajuda.
Beijos

(não consegui linkar o novo endereço de meu blog:
http://-universoparalelo-.weblogger.terra.com.br )